editar uma imagem: fluxo de trabalho relativo à exibição

Este é um modo legado que é mantido para fornecer compatibilidade com edições feitas em versões antigas do darktable e permite que os usuários continuem com sua forma antiga de trabalho sem forçá-los a usar o novo fluxo de trabalho relativo à cena. Não é recomendável para novas edições.

O fluxo de trabalho relativo à exibição assume que a maior parte do processamento será executada na parte relativo à exibição não linear do pixelpipe. Por padrão, usa o módulo _curva base _ para atribuir tons às imagens do espaço relativo à cena linear para o espaço relativo à exibição, apesar de ser possível utilizar outras ferramentas de mapeamento de tons (como o módulo curva de tom). Muitos módulos são posicionados mais à frente no pipeline (após esta transição do mapa de tons) para que funcionem com valores de pixels codificados por gamma (relativo à exibição) ao invés de pixels codificados linearmente (relativo à cena).

A maioria dos passos básicos necessários para trabalhar imagens sob o fluxo relativo à exibição são bastante similares ao fluxo de trabalho relativo à cena. As principais diferenças estão na seleção dos módulos e na ordem que eles aparecem no pixelpipe. Para ver a diferencia na ordenação dos módulos entre os fluxos de trabalho relativo à exibição e relativo à cena, por favor acesse a seção ordem de módulo padrão.


Nota: Nesta seção são analisados diversos módulos legados que não são mais recomendados para uso no fluxo de trabalho relativo à cena e se recomenda que novos usuários consultem a seção relativa à cena para obter um guia de como processar melhor as imagens no darktable.


balanço de branco
O módulo balanço de branco funciona da mesma maneira que no fluxo de trabalho relativo à cena e, por padrão, usa os coeficientes de balanço de branco fornecidos pela câmera. Se estes resultados não estiverem aceitáveis, use as predefinições da câmera ou obtenha o balanço de branco a partir de um ponto neutro em sua imagem. O controle deslizante de temperatura pode ser utilizado para fazer com que a imagem fique “mais quente” ou “mais fria”. É melhor deixar o ajuste avançado da gradação de cor para os outros módulos.
correção de exposição
O módulo exposição funciona da mesma maneira que o modo relativo à cena, mas o modo de usar é um pouco diferente. No modo relativo à exibição deve assegurar-se de não exagerar muito as luzes altas e usar o módulo curva base para ajustar os tons médios se necessário.

Apesar de você pode usar o módulo exposição para ajustar o nível de preto para proporcionais mais contraste, você deve ser muito cuidadoso ao fazê-lo já que pode terminar com valores RGB negativos. É melhor aumentar o contraste usando a ponta da curva base. No entanto, isto pode ser um pouco complicado e é uma das razões pelas quais o módulo rgb fílmico foi introduzido no darktable.

redução de ruído
Como no fluxo de trabalho relativo à cena, o melhor ponto de partida para a redução de ruído é o módulo redução de ruído (perfilado). Do mesmo modo, você pode também usar redução de ruído raw), suavização, redução de ruído para astrofotografía, ou o equalizador de contraste.
corrigindo manchas
Como no fluxo de trabalho relativo à cena, você pode usar os módulos retocar e pixels quentes para corrigir artefatos em sua imagem.
correções geométricas
Como no fluxo de trabalho relativo à cena, você pode suar os módulos cortar e girar, correção de perspectiva e correção de lente para corrigir distorções e cortar sua imagem.
recuperando detalhes
As imagens raw frequentemente contém mais informação do que você pode ver à primeira vista, especialmente nas sombras. O módulo sombras e realces ajuda a devolver a estes detalhes valores tonais visíveis. Os detalhes estruturais completamente apagados nas luzes altas, devido a natureza do sensor digital, não podem ser recuperados. No entanto, pode-se corrigir matizes de cor desfavoráveis nestas áreas com o módulo reconstrução de realce. O módulo reconstrução de cor é capaz de preencher áreas superexpostas com cores adequadas em função do seu entorno. O módulo rgb fílmico também oferece a reconstrução de luzes, mas certifique-se de desabilitar a curva base primeiro.
ajustar os valores tonais
É provável que quase todos os fluxos de trabalho incluam o ajuste do alcance tonal da imagem e o darktable oferece vários módulos para ajudar nesta tarefa. O mais básico é o módulo _cntraste, brilho, saturação _. No módulo curva de tons, os valores tonais se ajustam mediante a construção de uma curva. Os módulos níveis e níveis rgb oferecem uma interface concisa, com três marcadores e um histograma. E, é claro, não há nada que o impeça de usar o módulo rgb fílmico no fluxo de trabalho relativo à exibição se assim desejar (depois de desabilitar a curva base).
melhorar o contraste local
A melhora do contraste local pode enfatizar detalhes e a claridade de sua imagem. Usado com cuidado, isto pode dar a sua fotografia aquele toque adequado. Vários módulos estão disponíveis para esta tarefa. O módulo contraste local é fácil de manejar, com somente alguns poucos parâmetros. O módulo equalizador de contraste oferece uma técnica muito mais versátil, mas também mais complexa. Dê uma olhada nas suas predefinições para ter uma idéia de como funciona. O equalizador de contraste é o “canivete suíço” do darktable para muitos ajustes onde a dimensão espacial tem um papel importante. Note que a localização deste módulo no pipeline difere significativamente entre os fluxos de trabalho relativo à cena e relativo à exibição.
ajustes de cor
O darktable oferece muitos módulos para ajustar as cores de uma imagem. Uma técnica bem direta é implementada no módulo correção de cor. Use este módulo para dar a uma imagem um matiz geral ou para ajustar a saturação geral da cor. O módulo zonas de cor oferece um controle muito mais preciso para ajustar a saturação, luminosidade e tom, em zonas definidas pelo usuário. O módulo curva de tons, além do ajuste clássico de valores tonais, fornece um controle preciso sobre as cores de uma imagem . Finalmente, se tem intenção de converter uma imagem para o preto e branco, um bom ponto de partida, com uma interface de usuário intuitiva e fácil de usar, é o módulo monocromático. Alternativamente, considere usar p módulo calibração de cor.
melhorar a nitidez
Se você iniciar seu fluxo de trabalho a partir de uma imagem raw, sua saída final precisará ter sua nitidez melhorada. O módulo melhorar nitidez pode fazer isco om o enfoque clássico USM (máscara de enfoque), disponível na maioria dos programas de processamento de imagens. Outra forma muito versátil de melhorar as bordas de uma imagem é oferecida pelo módulo passar-altas, em combinação com o rico conjunto de operadores de mesclagem do darktable.
efeitos artísticos
O darktable vem com um rico conjunto de efeitos artísticos. Por exemplo, podemos usar o módulo marca d’água para adicionar uma marca d’água a sua imagem. O módulo grão simula o ruído típico da fotografia analógica clássica. Use o módulo mapeamento de cores para transferir a aparência de uma imagem em cores para outra. O módulo visão com luz baixa lhe permite simular a visão humana para fazer com que as imagens com pouca luz seja vistas mais próximas do que acontece na realidade. O filtro de densidade graduada adiciona um gradiente neutro ou colorido à sua imagem para correção de exposição e de cor.

Translations