exportar e carregar imagens com metadados

As mudanças em uma imagem não são salvos diretamente no arquivo da imagem já que estão em um editor de imagens normal (rasterizado). Ao invés disso, o darktable é um editor não destrutivo, o que significa que todas as mudanças são salvas no banco de dados do darktable e as imagens originais não são alteradas. Por isso, você precisa exportar as imagens de modo a converter suas opções de processamento e mudanças no metadados em um arquivo de saída que pode ser distribuído fora do darktable.

Imagens são exportadas usando o módulo exportar que está disponível nas vistas mesa de luz e sala escura. Este módulo oferece muitas opções, mas seu uso mais comum é “salvar minha imagem raw editada como JPEG”.

Ao exportar imagens no darktable, existem duas questões básicas que você precisa responder:

  • _ Para onde devo enviar as imagens exportadas? _ Na maioria das vezes você escolherá salvar os arquivos em uma pasta no seu disco local, mas outras opções incluem salvá-los para um livro de foros LaTeX ou enviá-los a outro programa como Hugin (para unir panoramas) ou GIMP (para continuar editando).

  • _Em que formato devo salvar as imagens exportadas? _ Isto cobre não só o formato do arquivo da imagem (JPEG, PNG, TIFF, OpenEXR, etc.) mas também a qualidade, compressão, resolução, configuração do perfil de imagem e quais metadados incluir.

Os passos mais comuns seriam:

  1. Selecionar uma ou mais imagens na vista da mesa de luz

  2. Escolher um local de destino e formato de arquivo

  3. Definir a largura e altura máxima da imagem. Deixe a largura e altura máximas no zero para exportar na resolução máxima.

Por padrão, cada imagem será salva no disco local como JPEG de alta qualidade na resolução máxima. Para mais informações sobre todas as opções disponíveis de exportação, consulte a seção de referência do módulo exportar.

Translations